Gl 5 – 6; Ef 1 – 2

Gl 5: 10 – “Porque vós, irmãos, fostes chamados à liberdade; porém não useis da liberdade para dar ocasião à carne; sede, antes, servos uns dos outros, pelo amor.”

“Ele vos deu vida, estando vós mortos nos vossos delitos e pecados, nos quais andastes outrora, segundo o curso deste mundo, segundo o príncipe da potestade do ar, do espírito que agora atua nos filhos da desobediência; entre os quais também todos nós andamos outrora, segundo as inclinações da nossa carne, fazendo a vontade da carne e dos pensamentos; e éramos, por natureza, filhos da ira, como também os demais. Mas Deus, sendo rico em misericórdia, por causa do grande amor com que nos amou, e estando nós mortos em nossos delitos,nos deu vida juntamente com Cristo, – pela graça sois salvos, e, juntamente com ele, nos ressuscitou, e nos fez assentar nos lugares celestiais e Cristo Jesus; para mostrar, nos séculos vindouros, a suprema riqueza da sua graça, em bondade para conosco, em Cristo Jesus. Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós; é dom de Deus; não de obras, para que ninguém se glorie. Pois somos feitura dele, criados em Cristo Jesus para boas obras, as quais Deus de antemão preparou para que andássemos nelas.” (Ef 2: 1 – 10)

Não fomos libertos para fazermos o que quisermos. Afinal, se nossa escravidão era para com a nossa própria carne, que sentido teria ser liberto da carne para dar ocasião a carne? Fomos libertos pela graça de Deus para não vivermos mais debaixo do jugo da carne, que é má, para vivermos em novidade de vida pelo Espírito Santo de Deus. Fomos livres para vivermos uma vida santa e irrepreensível, pois foi para isso que Deus nos criou (Ef 1: 4)